Sonho? Não.


Parei de ser só um “eu” complicado e abandonado, passei a ser um “nós”. O meu mundo, deixou de ser meu, para ser nosso. Idealizei, imaginei a minha vida para começar a escrever a nossa história. Sorria cada vez que me lembrava de ti e o quão engraçado eramos juntos. Flutuei nas nuvens apaixonada, fiz juras e promessas de amor. Esqueci-me do passado e entrelacei-me no teu caminho. Mudei para te merecer, até criei um mapa que me levava para junto de ti. Vagueei na minha própria mente e encontrei-te várias vezes, andei por ai, na descoberta, na tua procura. Fechei os olhos, pois te encontrei e finalmente… Acordei.
Mais um sonho que irá atormentar o meu dia, a vida podia ser boa comigo e me ensinar de uma maneira um pouco mais fácil. Talvez eu até esteja errada, por optar por um jogo mais fácil, mas estou cansada e não nasci com a capacidade de esperar. Não preciso de conversas, nem de desculpas, não preciso de vidas mal idealizadas, mentiras que nos destroem. Sonhos, muito menos sonhos, não preciso de ti.

Mensagens populares deste blogue