Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2016
Imagem
O Principezinho
Antoine De Saint-Exupéry
Preciso te ver, nem que seja de vez em quando, nem que seja para alimentar o coração. Maldito! Infelizmente, me habituei á rotina, aos costumes errados, e não querendo vou continuar amar-te mesmo com a tua presença inconstante. Sabes? Quando estou sozinha é quando me lembro mais de ti e dou por mim, inconscientemente e no meio do sofrimento, dizendo  “eu o amo, eu o amo tanto”, e lembro a falta que tu me fazes, todos os dias. Quanto mais tento me afastar de ti, mais o destino traça algo para me levar junto do teu caminho. Eu não sonhei com isto, não para nós. Nós somos tão parecidos um com o outro, das qualidades até aos defeitos, eu não queria te amar assim. O medo de sofrer, de iludir, gritam! Pois não mais consigo viver longe de ti. Eu idealizei cuidar de ti, sussurrar ao teu ouvido o tamanho do meu amor por ti, mas a vida é assim, amamo-nos, humilhamo-nos, escreve textos, cartas, lagrimas… Dando por nos a procurar forças para enfrentar o céu e a terra para ficar ao lado da pessoa …
Imagem
Novamente me encontro... No desencontro, tao longe, tao aqui, tao ali, tão eu, tao só.
Tudo não passa do nada, o mundo acaba por ser tao pouco e tao imenso ao mesmo tempo como se tudo se tornasse inconstante, na mistura, na confusão, na decepção, na ilusão que acaba por magoar, acaba por nos levar ao mais profundo. As vezes, desejaria que o mar me levasse, me embalasse e me deixasse tao longe... Longe do sorriso, do olhar, longe do meu próprio coração.
Desejaria também que ele deixasse de bater, principalmente por ti, de ti, de amor, de saudade... Depois de tantos anos, dias, meses, horas, segundos, não deveria de ser assim, tao assim, tao só que acabamos, quando achávamos que tudo era infinito, ate o nosso amor, mas, no entanto, ate o sofrimento se torna infinito. Alcançar, lutar, fraquejar, desistir, envolver, sofrer, rir e chorar... Alcançar, tudo aquilo, que ate hoje foi inalcançável, as barreiras acabaram por vencer e o amor por ser derrubado. Me encontro aqui, novamente, no desenc…