Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2012
Imagem
Esquecer o mundo lá fora e ficar perdida em pensamentos, ultimamente tem sido a minha única solução. Parece que os dias já não são os mesmos, uma rotina desgastante que se tem tornado. Uma vontade absurda e incontrolável de gritar, chorar, fugir e me refugiar onde ninguém me possa encontrar. Preciso tanto de um aconchego como de repente não preciso, ou talvez um abraço, um carinho, ou talvez não? Porquê meu Deus, porquê? Eu suporto enumeras coisas, saio de casa com um enorme sorriso até, não entendo… Os meus olhos estão cansados, o meu coração com uma enorme revolta da vida, os pensamentos viajam a milhas e milhas distância daqui. Mesmo me encontrando no meio da multidão, é como se estivesse sozinha, alias, sinto-me como tal. Peço uma caixinha de força, uma pequenina, já aconchega. Quero voltar a ser uma criança inocente e que sorri a toda hora, preciso de ir para um lugar de felicidade, um lugar de amor e de sonhos, apenas isso.
Imagem
Perco a vontade de falar, de exprimir, o ser humano não entende nem tão pouco vai entender. Idealizo tudo de uma maneira muito simples, não existe beleza na poesia de um bêbado e não existe tumulto na poesia de um sóbrio. Incoerentes e tumultuados, todos nós somos, mas bêbados ou sóbrios? Minhas duas e únicas descobertas após sentimentos dolorosos, noites de luto pelo dia e dias de alegria pela noite… Perco a vontade de falar e quando finalmente me sinto capaz de o fazer, sussurro querendo gritar, mas não posso, há muito pudor nas ruas. Existe uma morte nas palavras, um silêncio quase perturbador, então ai, é o papel das lagrimas, chora-se, só pra desatar o nó na garganta. As vezes um choro atrasado até, aquele choro que se segura á algum tempo. Algumas lagrimas não têm significado nenhum, são apenas lágrimas que precisam ser colocadas em dia, precisam de ser atualizadas. Um querer desesperado de viver sem distância, sem saudade, sem talvez. Um querer insuportável de ser muito mais qu…