Escolhas


Sou tão ou mais pecadora que tu, somos diferentes pois só dás valor as coisas que nem se quer se valorizam, olhas para o teu mundo e apenas para ele, passas por cima de algo e nem se quer te importas. Estas tão cego ao ponto de não veres o que se passa, os sentimentos para ti são transparentes, as lágrimas são banais, vives a vida em redor do que os outros te dizem. Se mandam, tu fazes, se gritam, tu baixas, afinal que tipo de pessoa és tu? Claro, és daquele tipo que pensa “ainda sou novo, tenho muito que aproveitar”! Ès uma criatura recém-nascida sem consciência, mas não te esqueças, quanto mais alto fores, maior será a queda. Meu querido, se calhar sou hipócrita ao ponto de desistir de ti e só pensar em mim, lamento, mas não me deste outra escolha. Sou uma rapariga linda e cheia de amor para oferecer, porque me haveria de importar contigo? Agora digo, acabou. Fim do que vier de ti e me tocar, és uma pessoa igual a todas as outras, desconhecido.

Mensagens populares deste blogue