O dia em que te esqueci


"Vou pensando em ti e em nós cada vez menos, embora te mentisse se te dissesse que nao me lembro várias vezes. As coisas mais insignificantes ainda me trazem a tua imagem. Lugares onde estivemos, frases, ideis, musicas, cheiros, pequenos nadas que me levam até á memoria do que fomos, memorias nos quais me deixo ir como se num barco que perdeu os remos. (...) quando deixei que voltasses ao meu coraçao, chorei não por ti, mas por mim e por ter sido tão estupida. È que eu tive um sonho e tu roubaste-mo. Mas isso é uma outra historia. Tu foste a minha grande aposta e a minha maior decepção. Mas ainda te amava profundamente. (...) Agora vivo diariamente momentos de enorme felicidade e de profundo entendimento, com tudo o que me rodeia porque sei que estou a viver uma segunda oportunidade. Talvez por isso tenho sido mais facil aceitar que não havia outra soluçao se não esquecer-te. Há mais no mundo para ver e para amar. (...) Uma das coisas melhores da vida é que ela muda. Nem sempre muda quando queremos ou como desejamos, mas muda. E. no meu caso, porque sou uma pessoa abençoada, muda para melhor. Pelo menos, acredito que assim é. E o mais importante não é aquilo que vivemos, mas aquilo em que acreditamos."

Margarida Rebelo Pinto

Mensagens populares deste blogue

Permanência do Silêncio