Algo Errado



Eu não acredito em ti e não consigo acreditar, eu não consigo nem posso viver ao teu lado com os actos de mentiras que tu cometeste. Eu não posso continuar assim, eu não tenho que te dar uma razão por tudo ter chegado ao fim. É como se eu não te conhecesse, mas talvez eu nunca tenha te conhecido de verdade, é igual a emoção que tu mostras porque tu mantiveste tudo bem escondido e todas as palavras sinceras que tu falavas, era tudo mentira. Eu tenho que me virar sozinha e seguir em frente. Eu disse que estava cansada de ser usada, que estava cansada de ouvir que eras acusado enquanto dizias que não, agora eu estou a ir para longe de ti, e eu não vou voltar.
Há algo aqui errado, que não podemos negar, um de nós mudou ou talvez paramos de tentar e agora é bastante tarde, porque que nós realmente possamos ter tentado mas existe algo em nós que morreu e eu não posso esconder isso. Costumava ser fácil viver contigo, tu eras leve e alegre e eu sabia o que fazer, agora tudo parece tão infeliz e eu me sinto ignorante por não saber como lidar com estas mentiras. Haverá, certamente, outros bons momentos para mim e para ti mas nós só não podemos continuar juntos, eu sei que tu não sentes o mesmo.
Às vezes as mentiras que não funcionam mais, nós somos deuses de histórias e não á nada para reclamar. Quando estavas feliz, não deixavas assumir, quando tudo estava acabado, não deste valor. Sinceramente, eu sinto que pode haver algo do qual eu sentirei falta, sinceramente, eu sinto que a janela de fechou e estou a tirar uma fotografia tua imaginária, porque a esperança de que tínhamos de termos mais oportunidades, acabou. Perdi-me em pensamentos outra vez, conscientemente eu sei que tu pensas em mim e sem querer foco as tuas palavras perfeitas com uma caneta que tu escreves dentro de mim mas eu não podia ser alcançada tão longe, eu precisava de ti perto.
Eu já não vejo a luz no fim do túnel a brilhar, os tempos sombrios são quando perco a minha cabeça a pensar no que não devia, mas parece que ninguém no mundo lá fora me está a escutar e parece que eu nunca tomei as decisões correctas. Eu ando ao redor da mesma névoa, eu ainda estou presa nos mesmos caminhos e sei que estou a perder tempo nestes dias estranhos, mas de certa forma eu sempre sei as coisas correctas.
Eu acredito no que eu não posso ver sei a direcção que o vento sopra porque eu posso senti-lo a meu redor, eu estou perdida entre o som. Eu dou um sorriso enquanto o dia se vai, e como nunca ninguém sabe as razões do porquê, enterro-o profundamente, tão distante onde tu não o possas ver. Posso gritar até o mundo ficar surdo, para que cada palavra deixada, ser dita. Tu devias ter tido um tempo para ler os sinais e ver qual o significado do amor porque todos se sentem só, assim se o erro é meu então eu posso carregá-lo e se a alegria vier no amanhecer, eu irei sentar e esperar até o próximo nascer do sol.

Mensagens populares deste blogue