Minha Mãe


Eu percebo que existem alguns problemas e eu não sou cega a ponto de não perceber todo o sofrimento que tu mantiveste dentro de ti, apesar de por vezes não teres demonstrado. Eu poderia ter-te escutado mas preferi seguir outros caminhos. Eu sei que fui parte do teu sofrimento mas enquanto a vida passa eu fui analisando varias coisas sobre o mundo, sobre a minha infância, sobre a minha adolescência, sobre as minhas responsabilidades e me dei conta, de que tudo o que fiz estava afectar as pessoas que sempre estiveram em meu redor.
Portanto, quero me desculpar pelas coisas que tenho feito, pelas coisas que ainda não aconteceram e que um dia poderão vir acontecer.
Desculpa-me, pelas vezes em que te deixei sozinha, sem saberes nada de mim.
Desculpa-me, pelas vezes em que te virei as costas sem nenhuma justificação.
Desculpa-me, pelo facto de não saber que o que estava a fazer era errado e que tu só querias o meu bem e que podíamos ter sido uma só.
Desculpa-me, pelas vezes em que eu te desrespeitei.
Desculpa-me, por eu não ter estado sempre com tua filha.
Desculpa-me, pelo facto de eu por vezes não ter estado ciente, de tu não conseguires dormir quando eu lá não estava.
Desculpa-me, por teres feito tudo sozinha, precisando da minha ajuda.
Desculpa-me, por eu ter ido embora e ter aumentado o teu sofrimento, de ter aumentado as tuas lágrimas.
Desculpa-me, por eu ter crescido rápido demais.
Desculpa-me, por eu ter demorado a perceber que o que estava a fazer era errado, por ter demorado a falar e pela vergonha que sentis-te de mim, apenas achava que era a melhor forma que eu tinha de me divertir.
Desculpa-me, por me ter perdido neste mundo, pensava que estava a viver um sonho que num entanto tornou-se um pesadelo.
Desculpa-me, quando querias estar em casa com os teus filhos, como uma família feliz e eu não estava presente.
Desculpa-me, pelas coisas que eu não disse, que tu és a melhor mãe do mundo e me deste o melhor pai do mundo e que tenho muito orgulho de o dizer.
Desculpem-me, por tudo.

Mensagens populares deste blogue

Permanência do Silêncio