Arrependimento

Por vezes podia ser injusta, podia gritar sem razão, dizer coisas sem pensar, coisas que te magoam, podia por vezes não agir da melhor maneira de modo a não compreenderes o porque, podia estar como de repente já não estar, podia por vezes te desiludir pelas minha atitudes, podia chorar e não perceberes o porque das minhas lágrimas… mas eu cresci assim e de uma maneira ou de outra eu gostava de ti, quer as minhas atitudes o mostrassem ou não. Tal como eu, tinhas fraquezas, tal como todos nós mas nunca ninguém caio tanto como tu cais-te.
Cada momento contigo era uma nova pagina na minha vida, quando me sentia fraca era em ti que ia buscar forças, quando chorava era a ti que ia buscar o meu sorriso, quando caia eras tu que me estendias a mão para me levantar, eras tu que me fazias lutar sem pensar em desistir, eras tu que me fazias olhar para a vida com outros olhos e que me fazias andar sempre de cabeça erguida, mas hoje não tenho esse teu apoio… esse teu carinho… quando mais precisei me deixas-te sem mais nem menos, so com o bilhete de ida e nao de volta.
Contigo aprendi que a vida nem sempre é aquilo que tanto desejamos, aprendi a crescer, aprendi que cada coisa tem o seu tempo e que nada é feito de pressas, aprendi a dar espaço aquilo que precisa de respirar, aprendi dar tempo ao tempo, principalmente aprendi a esperar pelo o momento certo. Aprendi também que nada é feito sem o nosso próprio esforço, que nada é feito pelos outros mas sim por nos próprios, contigo aprendi a perdoar sem mágoas, aprendi a não ter rancor do que eu mais odiava, aprendi que para vivermos bem temos que lutar pela nossa felicidade, aprendi acreditar que a felicidade existe.
Tinha orgulho na pessoa que me ensinavas ser, na força que davas para lutar contra todos os obstáculos, na capacidade que tinhas em suportar tudo com um sorriso, não sei como por vezes não perdes-te a cabeça e acabas-te com tudo, mas não, aguentas-te tudo ate ao limite. Tinha orgulho em tudo aquilo que me davas, da tua segurança, do teu conforto, do teu carinho, dos teus beijos, do teus abraços que me fazia sentir a menina mais feliz do mundo, mas hoje não tenho isso. Agradeço, por cada gesto, por cada palavra, por cada olhar, por cada momento um a um, foram momentos únicos e difíceis de explicar. Acredita, que nunca tive ninguém do meu lado como tu, ajudavas-me mesmo sem eu pedir, me apoiavas em qualquer passo que dava em frente, me davas incentivo para batalhar contra qualquer obstáculo, fazias-me sorrir como nunca ninguém o tinha feito, mas hoje não tenho com quem partilhar esse sorriso.
Promessas, de que iríamos estar sempre um do lado do outro para o que der e vier, estarmos sempre á altura um do outro, nunca nos desiludirmos nem mesmo nunca mentir. Promessas que em qualquer parte do mundo que estejamos, iremos sempre estar do lado um do outro, ate ao nosso ultimo suspiro.
De facto pensei que iria ser para sempre, parecia tudo tão lindo, tão magico que tu deixas-te isso se perder e nunca mais encontras-te. 'Para sempre' não existe, nem mesmo eu já não acredito nisso. Jurei que te amava e que contigo queria para sempre ficar, que queria partilhar as minhas alegrias contigo, queria viver ao teu lado o que ainda tinha para viver, queria sorrir ate não poder mais mas do que valeu as promessas e as juras? Se foi tudo em vão.
Um dia acordei e senti-me perdida, não sabia por onde caminhar, perguntava-me o porque disto tudo? Porque eu? O que aconteceu? E percebi que tinha perdido o porto de abrigo sem justificações. Hoje não sei o que sinto dentro de mim, mas não me passa pela cabeça se quer desistir de lutar, de acreditar que um dia irá chegar a minha vez. Não sei o que sinto por ti neste momento, cansei de pensar em dois quando só existia um, cansei de dizer a verdade para depois receber a mentira, cansei de olhar para o futuro enquanto que o passado me magoa e o presente me atormenta, vivo com medo do amanha, vivo com medo de dar um passo em falso, vivo com medo de virar a esquina, com medo de te encontrar, prefiro viver a fugir do que me magoa, prefiro apenas fugir para não te encontrar, prefiro caminhar sem ti do meu lado, eu procuro qualquer desculpa para não te encarar, digo que já não estou nem ai para essa conversa, que a historia de nós dois não me interessa, mas te perder foi ruim de mais e vivo com medo de passar por tudo de novo, que tudo se volte a repetir.
A saudade é um pecado, faz-nos cair na tentação, faz-nos cair sempre no mesmo erro, por isso prefiro não ter saudades e ignorar.
E foi assim que aprendi a superar tudo, olhando para tudo isto com uma lição de vida e um erro cometido. Sei que tu um dia, vais-te lembrar que tudo fiz para nosso bem, e vais-te lembrar que eu posso sentir a tua falta, que as minhas lágrimas têm algum significado, mas aí já será tarde de mais.

Mensagens populares deste blogue